Bolsa de Suínos
DataDiferidoTributado
24/11/20227,500,00
17/11/20227,500,00
10/11/20227,500,00
03/11/20227,500,00
Notícias
29/11/2022 •  MAPA promove em Santa Catarina treinamento contra a peste suína
29/11/2022 •  Brasil exporta sua primeira carga de milho à China
28/11/2022 •  ABCS participa de “Encontro de Lideranças” da FPA em Brasília
28/11/2022 •  Indústria de carne suína do Reino Unido contrata produtores filipinos para substituir trabalhadores da UE
Eventos
01/12/2022 •  Evento Coosuiponte
27/04/2023 •  AVESUI 2023
Galerias
31/01/2020 •  Confira as fotos da 10ª Suinfest - 2018
07/07/2016 •  Fotos: 9ª Suinfest, dia 07/7
06/07/2016 •  Fotos: 9ª Suinfest, dia 06/7
05/07/2016 •  Fotos: Jantar de Abertura 9ª Suinfest (dia 05/7)
Notícias

Peste Suína Africana (PSA), o que fazer hoje como medida de biosseguridade?




A Peste Suína Africana (PSA) é uma doença hemorrágica, que pode causar elevada mortalidade em porcos domésticos e javalis, é um vírus que não afeta os seres humanos, mas tem um impacto socioeconômico devastador. Pode ser transmitida diretamente através do contato com animais ou indiretamente através de alimentos e equipamentos contaminados. Os seres humanos podem transportar mecanicamente o vírus da PSA por atividades mediadas por humanos. Este vírus não está presente no Brasil, e para prevenir é necessário adotar medidas rigorosas de higiene, alimentação e isolamento dos animais.

Prepare a caneta, marque com um X o que já é colocado em prática em sua granja e se desafie a ter 100% de aproveitamento diante de todas as sugestões impostas.

 

(  ) Limpar e desinfetar com frequência todos os materiais (veículos, equipamentos, utensílios, calçados etc.) com produtos aprovados pelo MAPA;

(  ) Colocar pontos de desinfecção nas entradas e nas saídas das áreas onde estão os animais (pedilúvios com desinfetantes aprovados pelo MAPA);

(  ) Utilizar calçados e roupas próprios da granja, fazer a troca de roupas e calçados para entrada em outros setores da mesma granja;

(  ) Tomar banho, se possível, ou lavar as mãos com água e sabão antes e depois de visitar cada área de alojamento de suínos;

(  ) Realizar controle de roedores e insetos;

(  ) Oferecer aos suínos, sempre que possível, água limpa e de fonte controlada.

(  ) Cercar o máximo possível as instalações dos suínos para evitar contato com porcos selvagens;

(  ) Limitar o acesso de veículos na granja, somente autorizar os que passarem por sistema de desinfecção com desinfetantes aprovados pelo MAPA;

(  ) Controlar a movimentação dos trabalhadores e de visitantes dentro e fora da granja;

(  ) Exigir o vazio sanitário de visitantes de pelo menos 24 horas;

(  ) Realizar quarentena dos suínos que ingressarem na granja, por pelo menos 30 dias em isolamento.

 

O que fazer em caso de suspeita de um suíno com PSA?

 

  • Chamar imediatamente o serviço veterinário oficial (SVO) mais próximo, no estado de Minas Gerais é o Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA);
  • Isolar o animal suspeito;
  • Não transportar animais de sua propriedade antes que o SVO investigue;
  • Não vender animais nem produtos de sua propriedade antes que o SVO investigue.

 

A coordenação de Emergências Zoossanitárias (CEZS/CGPZ/DAS), a Divisão de Sanidade dos Suínos (DISS/CAT/CGSA/DAS), Serviço Veterinário Oficial Brasileiro, instituições de pesquisa e ensino, entidades representativas do setor privado e demais partes interessadas, estão fazendo sua parte, e você? Está fazendo a sua parte na prevenção da PSA?

 

 

Gostou das orientações? Para mais informações ligue: (31) 97129-5522

 

Fonte: O que o suinocultor precisa saber sobre a Peste Suína Africana, MAPA, 04/2020. Disponível em: https://www.gov.br. Acesso em: 21/11/2022.

 

Por Tamires Gomes Cordeiro, Médica-Veterinária e Responsável Técnica pela Coosuiponte.

 


21/11/2022

Para sua segurança, altere a sua senha!


Informe a senha antiga, a nova senha e, em seguida, repita a nova senha e clique o botão salvar.


Senha Antiga


Nova Senha


Repita a Nova Senha


   
Label