Bolsa de Suínos
DataDiferidoTributado
21/10/20217,200,00
14/10/20217,700,00
07/10/20217,700,00
30/09/20217,700,00
Notícias
21/10/2021 •  Bolsa de Suínos do Interior de Minas (BSim) define preço a R$ 7,20
20/10/2021 •  [Na mídia] Poder de compra de suínos cresce frente a insumos
20/10/2021 •  [Saudali] Comida afetiva: empresas investem no resgate da convivência e do prazer de comer pratos que contam histórias
20/10/2021 •  [Na mídia] ABCS e EMBRAPA discutem os riscos do PL 201, que trata da comercialização e distribuição de carne de javali
Eventos
27/10/2021 •  Festival do Leitão de Rio Verde
27/10/2021 •  Festival do Leitão de Rio Verde
Galerias
31/01/2020 •  Confira as fotos da 10ª Suinfest - 2018
07/07/2016 •  Fotos: 9ª Suinfest, dia 07/7
06/07/2016 •  Fotos: 9ª Suinfest, dia 06/7
05/07/2016 •  Fotos: Jantar de Abertura 9ª Suinfest (dia 05/7)
Notícias

[Na mídia] Exportações de carne suína batem recorde histórico em setembro




China se mantém como principal importador do produto brasileiro

 
Por Suinocultura Industrial
 
 
As exportações brasileiras de carne suína (incluindo todos os produtos, entre in natura e processados) totalizaram 112,2 mil toneladas em setembro, recorde histórico nas exportações mensais do setor. A informação é da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). O número é 29,7% maior que o embarcado no mesmo período de 2020, com 86,5 mil toneladas, e supera a antiga marca mensal histórica alcançada pelo setor em março deste ano, de 109,2 mil toneladas.
 
 
Em receita, as vendas de setembro geraram saldo de US$ 255,8 milhões, número 35,6% maior que o resultado alcançado no nono mês de 2020, com US$ 188,5 milhões.
 
 
No acumulado do ano (janeiro a setembro), as exportações brasileiras de carne suína alcançaram 868,8 mil toneladas, volume 13,58% superior às 764,9 mil toneladas embarcadas em 2020. No mesmo período, as exportações de carne suína geraram receita de US$ 2,061 bilhões, desempenho 22,9% maior em relação ao US$ 1,677 bilhão registrado no ano passado.
 
 
“O desempenho mensal histórico nas exportações de carne suína reforça as projeções da ABPA de um ano com recordes acumulados em volume e receita cambial para a suinocultura do Brasil. O quadro de demanda internacional segue favorável, reduzindo a pressão enfrentada pelo setor produtivo com custos de produção elevados”, avalia Ricardo Santin, presidente da ABPA.
 
 
A China segue como principal destino das exportações da carne suína do Brasil, com 53,4 mil toneladas em setembro, volume 22% superior ao registrado no mesmo período de 2020. Em seguida estão Hong Kong, com 15,7 mil toneladas (+60,9%) e Chile, com 4,8 mil toneladas (+24,5%).
 
 
“Outros mercados da Ásia e América do Sul também ampliaram as suas importações, incluindo Filipinas, Argentina, Japão e outros, contribuindo para que o setor superasse a marca de US$ 2 bilhões em exportações em apenas nove meses”, completa o diretor de mercados da ABPA, Luís Rua.
 
 
 

05/10/2021

Para sua segurança, altere a sua senha!


Informe a senha antiga, a nova senha e, em seguida, repita a nova senha e clique o botão salvar.


Senha Antiga


Nova Senha


Repita a Nova Senha


   
Label