Bolsa de Suínos
DataDiferidoTributado
29/10/20209,600,00
22/10/20209,600,00
15/10/20209,100,00
08/10/20208,600,00
Notícias
29/10/2020 •  Bolsa de Suínos do Interior de Minas (BSim) define preço a R$ 9,60
29/10/2020 •  [DB - Empresa +Parceira] Novos núcleos DB-DanBred elevarão a produtividade da suinocultura nacional
28/10/2020 •  [MSD - Empresa +Parceira] Utilização de Zuprevo - Período de adaptação de nulíparas em uma granja
27/10/2020 •  Assuvap/Coosuiponte abraça campanha do Outubro Rosa
Galerias
31/01/2020 •  Confira as fotos da 10ª Suinfest - 2018
07/07/2016 •  Fotos: 9ª Suinfest, dia 07/7
06/07/2016 •  Fotos: 9ª Suinfest, dia 06/7
05/07/2016 •  Fotos: Jantar de Abertura 9ª Suinfest (dia 05/7)
Notícias

[Na mídia] Agro lidera criação de empregos em 2020, aponta CNA




De janeiro a agosto, foram geradas 98.320 novas vagas de trabalho com carteira assinada
 
 
Por Suinocultura Industrial 
 
A agropecuária lidera a geração de novas vagas de emprego em 2020, com 98.320 postos de janeiro a agosto. Os setores do agro e da construção civil são os únicos com saldo positivo no acumulado do ano, segundo Comunicado Técnico da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), que analisou os dados do novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério da Economia.
 
 
Segundo o Comunicado, as atividades que mais abriram vagas neste ano foram: cultivo do café, com 17.741 vagas; atividades de apoio à agricultura (17.227); cana-de-açúcar (12.219); soja (11.136); bovinos (8.481); frutas de lavoura permanente, exceto laranja e uva (5.987); criação de aves (4.745); horticultura (2.783); cultivo de cereais (2.163); atividades pós- colheita (2.096); uva (1.946); suínos (1.905) e produção de florestas plantadas (1.197).
 
 
São Paulo, com expansão de 66.235 postos de trabalho, foi o estado com melhor resultado na agropecuária em 2020, seguido por Minas Gerais (+8.585 vagas), Goiás (+7.098), Bahia (+5.390), Mato Grosso (+4.509) e Paraná (+3.798).
 
 
No resultado geral, o Brasil acumula fechamento de 849.387 empregos nos oito primeiros meses do ano. Serviços (-489.195), Comércio (-409.830) e Indústria (-107.024) fecharam postos no acumulado de janeiro a agosto.
 
 
No comportamento mensal, todos os setores avaliados pelo Caged tiveram saldo positivo, ou seja, contrataram mais do que demitiram. Desta forma, houve abertura de 249.388 empregos com carteira assinada, o melhor resultado para o mês desde 2010. A indústria gerou 92.893 vagas e liderou a geração de novos postos de trabalho. A agropecuária criou 11.213 novas vagas.
 
 
“Os dados de agosto revelam significativa melhora da performance dos demais setores de atividade econômica no Brasil, que se juntaram ao bom desempenho da agropecuária”, diz a CNA.
 
 
 

 


05/10/2020

Para sua segurança, altere a sua senha!


Informe a senha antiga, a nova senha e, em seguida, repita a nova senha e clique o botão salvar.


Senha Antiga


Nova Senha


Repita a Nova Senha


   
Label