Bolsa de Suínos
DataDiferidoTributado
10/10/20195,400,00
03/10/20195,100,00
26/09/20195,100,00
19/09/20195,100,00
Notícias
14/10/2019 •  [Na mídia] Como salto de 30% na produção de carnes tem impulsionado negócios na América Latina
11/10/2019 •  Sabor com Ideias: Confira o vídeo do evento realizado com as nutricionistas
10/10/2019 •  Bolsa de Suínos do Interior de Minas (BSim) define preço a R$ 5,40
09/10/2019 •  [Na mídia] Frigoríficos de SC exportarão subprodutos comestíveis para China
Eventos
31/12/2019 •  Clique na data ao lado e confira a nossa agenda de eventos
Galerias
07/07/2016 •  Fotos: 9ª Suinfest, dia 07/7
06/07/2016 •  Fotos: 9ª Suinfest, dia 06/7
05/07/2016 •  Fotos: Jantar de Abertura 9ª Suinfest (dia 05/7)
30/10/2015 •  Parabéns Ponte Nova!!!
Notícias

A longo prazo, acordo entre Mercosul e UE pode ampliar exportações da carne suína brasileira




O acordo comercial entre Mercosul e União Europeia, divulgado na sexta-feira (28), ainda deve passar por alguns obstáculos antes de sair efetivamente do papel, mas a cadeia suinícola já estuda os efeitos que ele pode trazer para a atividade a longo prazo. Do ponto de vista do desenvolvimento do setor, a expectativa é que o acordo traga resultados positivos para o mercado da carne suína brasileira.

 

O principal efeito deve ser a exportação do produto para atender ao mercado dos países da UE e, consequentemente, facilitar a habilitação para outros mercados mundiais. Pontos do acordo sugerem que o Mercosul vá eliminar gradualmente as tarifas de importação em 93% das linhas tarifárias, enquanto o bloco europeu deve liberalizar 82% das importações agrícolas. As cotas para alguns produtos do Mercosul foram antecipadas pelo jornal Valor Econômico, sendo 25 mil toneladas de carne suína com tarifa de 83 euros por tonelada.

 

No entanto, para que a habilitação da exportação da carne suína brasileira se concretize, haverá uma maior cobrança quanto ao uso consciente de antibióticos e adaptação aos critérios de bem-estar animal, além da maior pressão para a atualização das plantas e melhoria dos sistemas frigoríficos.

 

Em nota, a Confederação Nacional da Agricultura (CNA) avalia que o acordo também reforça compromissos específicos sobre direitos trabalhistas, proteção ambiental e desenvolvimento sustentável, abordando questões como o manejo sustentável e a conservação ambiental.

 

Novos acordos

 

Apesar do acordo entre Mercosul e UE ainda estar em processo de construção (e só deve ser aprovado no prazo de dois a três anos), fontes ligadas ao governo acreditam que a assinatura com a União Europeia esquentou o mercado internacional, e o Ministério da Agricultura e Relações Exteriores já recebeu consultas de outros países que têm interesse em lançar novos acordos, como no caso do Japão.


05/07/2019 - Comunicação Assuvap

Para sua segurança, altere a sua senha!


Informe a senha antiga, a nova senha e, em seguida, repita a nova senha e clique o botão salvar.


Senha Antiga


Nova Senha


Repita a Nova Senha


   
Label