Bolsa de Suínos
DataDiferidoTributado
14/08/20174,605,52
03/08/20174,605,52
27/07/20174,405,28
20/07/20174,255,10
Notícias
17/08/2017 •  Agroceres PIC confirma apoio à suinocultura do Vale do Piranga
15/08/2017 •  XII Bar, Boteco & Cia promove a carne suína na região de Ponte Nova/MG
10/08/2017 •  Entidades discutem alterações na DN-74
09/08/2017 •  Saiba o que muda com a Reforma Trabalhista
Eventos
31/08/2017 •  Inscrições abertas para o Curso de Gestão para Suinocultura
Galerias
07/07/2016 •  Fotos: 9ª Suinfest, dia 07/7
06/07/2016 •  Fotos: 9ª Suinfest, dia 06/7
05/07/2016 •  Fotos: Jantar de Abertura 9ª Suinfest (dia 05/7)
30/10/2015 •  Parabéns Ponte Nova!!!

Uma história de união e amizade

Ao longo do tempo, a Zona da Mata mineira ficou conhecida pela exploração do ouro, plantações de café, cultura de cana e criação de gado leiteiro. Durante muitas gerações, estas foram as principais atividades para a economia da região. Mas, em meio à geografia montanhosa do lugar se desenvolveria uma outra atividade tão poderosa quanto às anteriores. Por conta de um grupo de pioneiros, a tradição secular de criar porcos no fundo da propriedade rural se transformaria em suinocultura de larga escala e faria surgir uma das entidades mais influentes da suinocultura mineira e brasileira. Mais exatamente, isto aconteceu no Vale do Piranga, uma microrregião formada por 16 municípios, localizada a 180 quilômetros da capital, Belo Horizonte.

O início de tudo

Os primeiros produtores de suínos da região, nos anos 1950, 1960 e 1970 deram uma grande contribuição para a evolução da suinocultura local. Em meados dos anos 1970 a atividade já tinha um bom nível de tecnificação. No entanto, as condições ainda não eram ideais para uma produção em larga escala, conforme a aspiração de alguns produtores da época.

A busca pela tecnologia

No início dos anos 1980, a suinocultura do Vale do Piranga iniciaria um processo de crescimento que jamais seria abandonado. No regresso de uma viagem pelo Brasil, um grupo de amigos traria na bagagem a decisão de implantar o que havia de mais moderno em criação de suínos no país. As novas técnicas de nutrição, manejo, instalações e produção genética foram colocadas em prática numa granja de Ponte Nova e serviram de modelo para o surgimento de outras granjas. A base dessa tecnologia foi repassada pela empresa Agroceres-Pic que decidiu participar ativamente do processo que iniciava naquele lugar.

Nasce a Assuvap

Com o crescimento da produção, os suinocultores começaram a perceber que existia uma dificuldade de obter o milho, componente básico da alimentação animal, que precisava ser importado de outras regiões brasileiras. Ao mesmo tempo, passaram a ser alvo de rigorosa fiscalização por parte da Secretaria da Fazenda de Minas Gerais. O momento de dificuldade despertou os donos das granjas para a necessidade da criação de uma entidade que os defendesse em casos como esses. A idéia se concretiza, então, em 29 de julho de 1985. A ata histórica deste dia tem a assinatura de 16 pessoas que se uniram para criar a Associação dos Suinocultores do Vale do Piranga, a Assuvap, com sede em Ponte Nova, MG. Começava nesse momento uma trajetória que operaria mudanças fundamentais na economia do Vale do Piranga.

Uma Bolsa e uma Cooperativa

O espírito de união que propiciou o início da organização do setor também foi responsável pelo surgimento de outras iniciativas ligadas à suinocultura na região. A primeira delas foi a criação da Bolsa de Suínos de Ponte Nova, que surgiu diante da necessidade de fixar um preço básico e mais justo para a carne de suíno. As reuniões da Bolsa serviam também para a realização de debates sobre a situação da atividade. Desses encontros, posteriormente, em 1998, surgiu a ideia da criação da Cooperativa de Suinocultores de Ponte Nova, a Coosuiponte. A entidade foi fundada para facilitar as compras de insumos e diminuir os custos de produção nas granjas.

Um frigorífico se torna realidade

Em 2000, os membros da Assuvap inauguram o Frigorífico Industrial Vale do Piranga S/A, o Frivap, e lançam a marca Saudali, junção das palavras saudável e alimento. A idéia já vinha sendo discutida nos encontros da Associação desde meados dos anos 1990. Em pouco tempo, o Frivap se transformou no principal comprador de suínos produzidos em toda a região. Naquele mesmo ano, a Assuvap consolida a virtude empreendedora que caracteriza a entidade e realiza a primeira Suinfest, uma feira de negócios que é hoje uma das mais importantes do gênero no Brasil.

Anos de união e amizade

E assim, a entidade que nasceu da união de alguns produtores ajudou a transformar um sonho em uma realidade melhor para muitos. Após todos estes anos, o Vale do Piranga é o maior pólo de suinocultores independente do Estado de Minas. Quando a entidade foi criada, em meados dos anos 1980, a região tinha um plantel de cerca de quatro mil matrizes, hoje, o número supera 50 mil matrizes. Além disso, 30% de toda carne suína produzida em Minas Gerais, sai daqui.


O sonho de uma produção em larga escala se transformou em realidade, em boa parte, graças ao pioneirismo de alguns, mas, sobretudo, ao espírito de união dos produtores da região, fruto de uma grande amizade que existe até hoje entre eles. Um sentimento que se fortalece a cada dia porque, no fundo, todos estão buscando a mesma coisa.


Para sua segurança, altere a sua senha!


Informe a senha antiga, a nova senha e, em seguida, repita a nova senha e clique o botão salvar.


Senha Antiga


Nova Senha


Repita a Nova Senha


   
Label