Bolsa de Suínos
DataDiferidoTributado
16/09/20217,700,00
09/09/20217,100,00
02/09/20216,900,00
02/09/20216,900,00
Notícias
17/09/2021 •  [Na mídia] Competitividade da carne de frango frente à suína é a menor em 9 anos
16/09/2021 •  [Na mídia] Situação é preocupante na suinocultura com custos superando preço do animal vivo
16/09/2021 •  Bolsa de Suínos do Interior de Minas (BSim) define preço a R$ 7,70
15/09/2021 •  [Na mídia] Mulheres e robotização mudam a cor da suinocultura no Brasil
Eventos
27/10/2021 •  Festival do Leitão de Rio Verde
27/10/2021 •  Festival do Leitão de Rio Verde
Galerias
31/01/2020 •  Confira as fotos da 10ª Suinfest - 2018
07/07/2016 •  Fotos: 9ª Suinfest, dia 07/7
06/07/2016 •  Fotos: 9ª Suinfest, dia 06/7
05/07/2016 •  Fotos: Jantar de Abertura 9ª Suinfest (dia 05/7)
Notícias

[Na mídia] Exportações de carne suína mantém alta de 11,53% em 2021




Por Associação Brasileira de Proteína Animal/ABPA

 

As exportações brasileiras de carne suína (considerando todos os produtos, entre  in natura e processados) mantiveram alta de 11,53% em volumes nos oito primeiros meses de 2021, em relação ao mesmo período do ano passado. O levantamento é da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) que aponta um total de 756,5 mil toneladas entre janeiro e agosto deste ano, contra 678,3 mil toneladas em 2020.

 

Considerando apenas o mês de agosto, foram exportadas 91 mil toneladas de carne suína, número 7,5% inferior ao efetivado no mesmo período do ano passado, quando foram embarcadas 98,5 mil toneladas. Em receita, o setor registrou estabilidade, com US$ 209,1 milhões em agosto deste ano, contra US$ 209,2 milhões no ano anterior.

 
A China manteve-se como principal destino das exportações brasileiras, com 391,1 mil toneladas importadas entre janeiro e agosto, número 17% superior ao realizado no mesmo período de 2020. Também foram destaques o Chile, com 43,4 mil toneladas (+76%), Filipinas, com 15,9 mil toneladas (+203%) e Argentina, com 19,2 mil toneladas (+88%).
 
 
Entre os estados exportadores, Santa Catarina segue a liderança, com 380,9 mil toneladas exportadas entre janeiro e agosto, volume 10% superior ao efetuado no mesmo período de 2020. Em seguida estão Rio Grande do Sul, com 206,5 mil toneladas (+20,73%) e Paraná, com 98,9 mil toneladas (+5,15%).
 
 
“Os números do ano seguem fortemente positivos, especialmente em receita cambial. Em termos de volume, o desempenho de agosto superou a média registrada ao longo de 2020, de 85 mil toneladas, reforçando a expectativa de desempenho recorde para este ano”, avalia Ricardo Santin, presidente da ABPA.
 
 

 


08/09/2021

Para sua segurança, altere a sua senha!


Informe a senha antiga, a nova senha e, em seguida, repita a nova senha e clique o botão salvar.


Senha Antiga


Nova Senha


Repita a Nova Senha


   
Label