Bolsa de Suínos
DataDiferidoTributado
21/01/20216,100,00
14/01/20217,200,00
07/01/20217,600,00
23/12/20207,600,00
Notícias
21/01/2021 •  Bolsa de Suínos do Interior de Minas (BSim) define preço a R$ 6,10
20/01/2021 •  Coosuiponte fecha auditoria anual com excelência nos relatórios
20/01/2021 •  [Opinião] Qual a relação dos custos de produção com os preços dos suínos vivos em 2020?
19/01/2021 •  [Na mídia] Em 10 dias, exportações de carne suína já são metade de janeiro de 2020
Galerias
31/01/2020 •  Confira as fotos da 10ª Suinfest - 2018
07/07/2016 •  Fotos: 9ª Suinfest, dia 07/7
06/07/2016 •  Fotos: 9ª Suinfest, dia 06/7
05/07/2016 •  Fotos: Jantar de Abertura 9ª Suinfest (dia 05/7)
Notícias

[Na mídia] A importância do controle microbiológico na suinocultura




A presença de enterobactérias nos sistemas de produção de suínos tem sido uma das mais relevantes preocupações do mercado mundial, por razões relacionadas à saúde pública e devido às barreiras econômicas resultantes da presença de contaminantes biológicos nos produtos
 
Por Suinocultura Industrial 
 
 
A suinocultura brasileira sempre foi um importante setor para a economia do país e, em especial, o ano de 2020 se mostrou muito promissor com alto crescimento nas produções e exportações apesar das instabilidades quanto ao custo de produção, principalmente em função das variações nos preços dos insumos (por exemplo milho e farelo de soja). Segundo levantamentos da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), até o mês de agosto as vendas de carne suína haviam superado em 44,37% em relação ao ano de 2019, tendo receita superior em 54,5% no mesmo período.
 
 
Boa parte do aumento na exportação de carne suína do Brasil foram para a Ásia e chegaram a 374,5 mil toneladas no primeiro semestre deste ano, saldo 83,1% superior ao registrado em 2019. A China, maior importadora de carne suína do Brasil, foi destino de 230,7 mil toneladas no período (+150,2%). Hong Kong, no segundo posto, importou 18,6% a mais, com 92,9 mil toneladas. Outro mercado de destaque foi Singapura, com 27,8 mil toneladas (+51,6%) (ABPA). 
 
 
O aumento das demandas por produção, por outro lado, veio acompanhado por exigências dos mercados consumidores em especial em relação à produção de alimentos seguros. Desde que a proibição de Antibióticos Promotores de Crescimento (AGP) entrou em vigor na Europa em 2006, a busca de substitutos eficazes ao seu uso se intensificou.
 
 
Ferramentas que possam reduzir o desafio sanitário dos animais por patógenos e que promovam a saúde dos animais são grandes aliados que podem ser introduzidos no sistema de produção como alternativos. Dentre as ferramentas básicas que precisam ser adotadas em todo o processo, as boas práticas de produção e fabricação de rações e a biosseguridade não podem ser deixadas de lado. 
 
 
A presença de enterobactérias nos sistemas de produção de suínos tem sido uma das mais relevantes preocupações do mercado mundial, por razões relacionadas à saúde pública e devido às barreiras econômicas resultantes da presença de contaminantes biológicos nos produtos.
 
 
Dessa forma, as enterobactérias são consideradas os microrganismos mais envolvidos em toxinfecções alimentares e a sua presença em carcaças e derivados de suínos representa um sério risco à saúde pública.
 
 
 

 


04/01/2021

Para sua segurança, altere a sua senha!


Informe a senha antiga, a nova senha e, em seguida, repita a nova senha e clique o botão salvar.


Senha Antiga


Nova Senha


Repita a Nova Senha


   
Label