Bolsa de Suínos
DataDiferidoTributado
26/11/20207,700,00
19/11/20209,100,00
12/11/20209,600,00
05/11/20209,800,00
Notícias
26/11/2020 •  Bolsa de Suínos do Interior de Minas (BSim) define preço a R$ 7,70
25/11/2020 •  Entrada da China no mercado de grãos irá revolucionar a produção de milho
25/11/2020 •  [MSD - Empresa +Parceira] Gestão sanitária no controle de doenças na suinocultura intensiva
24/11/2020 •  AgroLive do dia 27 de novembro será sobre o desafiardo ano de 2020
Galerias
31/01/2020 •  Confira as fotos da 10ª Suinfest - 2018
07/07/2016 •  Fotos: 9ª Suinfest, dia 07/7
06/07/2016 •  Fotos: 9ª Suinfest, dia 06/7
05/07/2016 •  Fotos: Jantar de Abertura 9ª Suinfest (dia 05/7)
Notícias

[DB - Empresa +Parceira] Evolução Genética DB-DanBred: o que esperar para os próximos anos?




Por DB
 
 
A DB Genética Suína está intensificando o intercâmbio de dados e informações técnicas com a sua parceira dinamarquesa, a DanBred. Durante o ano, foram realizadas diversas reuniões técnicas com ambas as equipes, trabalho direcionado à fusão de software e troca de experiências de campo no Brasil e na Dinamarca, envolvendo toda a equipe DB: diretoria técnica, técnicos de campo, equipe de melhoramento genético e colaboradores das granjas próprias. O objetivo principal é acelerar os ganhos genéticos e obter, para a suinocultura brasileira, resultados similares aos observados na Dinamarca, tanto reprodutivos como em desempenho zootécnico. 
 
 
Adicionalmente às importações de fêmeas e machos realizadas recentemente, a DB também investiu na ampliação da capacidade de avaliação individual da Estação de Testes de Reprodutores dos machos puros e terminadores, assegurando uma maior quantidade de animais sendo avaliados de forma individualizada, com consequente aumento na geração de dados. Essas informações alimentam o banco de dados de todo o programa de melhoramento genético da DB - DanBred, assegurando que a seleção dos animais seja realizada com máxima confiabilidade.
 
 
Como todos os animais selecionados para reprodução aqui no Brasil, assim como os importados, são fruto de rigorosa seleção genética composta de um índice que considera tanto dados reprodutivos quanto de desempenho zootécnico, o reflexo deste salto é esperado em todas as características que compõem o índice genético dos animais.
 
 
Nestes primeiros anos, os ganhos estarão mais concentrados nos rebanhos núcleo e multiplicadores, mas as perspectivas são promissoras para os clientes DB. Como o controle de reposição é rigoroso, em meados de 2021, o mercado começará a receber a descendência desses animais importados e, como consequência certa, teremos uma elevação da média nacional em indicadores relacionados à prolificidade das fêmeas DB. 
 
 
Nas fêmeas puras importadas, já se observa uma tendência de salto para o indicador desmamados/fêmea/ano (DFA), com um resultado médio de cerca de quatro leitões nascidos a mais do que a média no Brasil. Resultados promissores para desempenho zootécnico também devem ser observados já no próximo ano, pois os reprodutores importados passarão a ser utilizados de forma mais intensa nas unidades de difusão genética da DB (DGA-DB). A expectativa é de ganho de cerca de 20 a 40% nos indicadores atuais de ganho de peso, conversão alimentar e deposição de carne.
Vale ressaltar que os ganhos genéticos são acumulativos e como há manutenção de testes individuais no Brasil, juntamente com a perspectiva de contínua importação de sêmen, será traçada uma nova curva, mais ascendente, para o plantel suinícola brasileiro.
 
"Projeção de elevação da média nacional de indicadores
relacionados à prolificidade das fêmeas DB". 
 
A DB Genética Suína - DanBred vem inovando e quebrando paradigmas desde a sua implantação no Brasil, em 1995, elevando o nível dos indicadores produtivos, buscando novas tecnologias e manejos, com o objetivo de colaborar para o crescimento como um todo do setor no país. A expectativa, a médio prazo, é de vermos a produção se readequar ao maior número de leitões produzidos por parto, redução de custo por leitão, menor tempo de alojamento das terminações e chegando até o frigorífico, com 3 a 5 pontos percentuais superiores, em relação a valores atuais, no que diz respeito ao rendimento de carcaça, entre outros ganhos que a evolução genética DB segue trabalhando.  Os resultados iniciais indicam que a DB está no caminho certo para trazer à suinocultura nacional ganhos genéticos jamais vistos.
 
 
 
 
Luciana Salles de Freitas
Coordenadora de Melhoramento Genético da DB Genética Suína
 
Geraldo Shukuri 
Diretor Técnico da DB Genética Suína 
 

 


04/11/2020

Para sua segurança, altere a sua senha!


Informe a senha antiga, a nova senha e, em seguida, repita a nova senha e clique o botão salvar.


Senha Antiga


Nova Senha


Repita a Nova Senha


   
Label