Bolsa de Suínos
DataDiferidoTributado
13/12/20184,100,00
06/12/20184,100,00
29/11/20184,200,00
22/11/20184,200,00
Notícias
13/12/2018 •  Bolsa de Suínos do Interior de Minas (BSim) define preço a R$ 4,10
10/12/2018 •  Jantar Fraterno arrecada R$ 30 mil para o HNSD
30/11/2018 •  O novo sentido da confraternização
28/11/2018 •  Assuvap e Coosuiponte fortalecem campanhas a favor da vida
Eventos
31/12/2018 •  Clique na data ao lado e confira a nossa agenda de eventos
Galerias
07/07/2016 •  Fotos: 9ª Suinfest, dia 07/7
06/07/2016 •  Fotos: 9ª Suinfest, dia 06/7
05/07/2016 •  Fotos: Jantar de Abertura 9ª Suinfest (dia 05/7)
30/10/2015 •  Parabéns Ponte Nova!!!
Notícias

Prevenir é o melhor remédio contra a Peste Suína Africana



Doença viral com alto poder de destruição se espalha pela Ásia; na Europa, Bélgica emite alerta

A Peste Suína Africana (PSA) voltou ao noticiário e ligou sinal de alerta à suinocultura mundial. A China já confirmou surto da enfermidade. A Bélgica identificou avanço do vírus e relatou alguns casos em javalis no país, emitindo alerta do risco de surto desta enfermidade na Europa. A PSA é causada pelo African Swine Fever vírus, altamente contagioso para os suínos domésticos de todas idades e javalis. Nesta situação, o melhor caminho é a prevenção. Com o objetivo de auxiliar as granjas a manterem o agente bem longe dos plantéis do Brasil, a Assuvap elaborou uma série de informações técnicas, tendo como base documento publicado pela Associação Brasileira de Veterinários Especialistas em Suínos - Regional Paraná.

 

1. Limitar a entrada de visitantes nas granjas e exigir vazio sanitário de três dias;

 

2. Manter as granjas isoladas e cercadas, evitando a entrada dos animais asselvajados. As normas de biossegurança devem ser implementadas nas granjas com o objetivo de garantir a segurança sanitária do plantel brasileiro;

 

3. Oferecer ração balanceada aos animais. Em hipótese alguma oferecer restos alimentares (que foram os responsáveis pela introdução do vírus no nosso país no surto de 1978-1981);

 

4. Evitar visitas a granjas em países com surtos de PSA;

 

5. Obedecer ao período de vazio sanitário de 07 dias, caso ocorra contato com javalis;

 

6. Notificar imediatamente o serviço oficial e NÃO retirar os animais da propriedade em caso de sinais clínicos compatíveis com a PSA - suínos com febre alta, perda de apetite, hemorragias cutâneas, transtornos respiratórios, vômito, diarreias, sangramento nasal ou retal e/ou transtornos reprodutivos.

 

Mais informações a respeito de legislação, procedimentos e planos de contingência da PSA estão disponíveis no Programa Nacional de Sanidade dos Suídeos – PNSS, do Departamento de Saúde Animal (DSA/MAPA).

 

Fonte: Assuvap com informações da Abraves - Regional Paraná

 


18/09/2018 - Comunicação Assuvap/Coosuiponte

Para sua segurança, altere a sua senha!


Informe a senha antiga, a nova senha e, em seguida, repita a nova senha e clique o botão salvar.


Senha Antiga


Nova Senha


Repita a Nova Senha


   
Label